quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Energia Mediúnica

A mediunidade, em alta função evangélica, faz circular, em torno do medianeiro, uma energia divina, capaz de remover de qualquer pessoa muitas doenças e problemas vários, servindo como lição e despertar em quem recebe o calor da verdade, que sempre liberta. 

A energia mediúnica, quando nascida de um coração bem formado no bem comum, computa outras forças similares e se transforma em magnetismo superior nas mãos dos benfeitores invisíveis, cuja disposição de servir faz com que muitos necessitados recebam o conforto e a paz, predispondo as criaturas à esperança e ao trabalho, avivando, igualmente, o interesse para os segredos da natureza. 

Não estamos colocando o médium como anjo, nem qualificando-o de santo. O médium instruído e educado é apenas um homem que entendeu o chamado da vida para a sua própria felicidade. Ele é um devedor comum, com possibilidades de ressarcir suas velhas dívidas na casa bancária da consciência. A energia mediúnica flui das suas mãos, da mente e da boca, como fonte de vida e, dependendo da vida que leva, com um potencial inesgotável, quando o amor domina o seu coração. 

Querer ser médium é o desejo ardente de muitos. No entanto, passar pelos caminhos que devem ser trilhados por um instrumento sensível ao bem, poucos suportam. Há muitas flores na roseira, mas os espinhos são incontáveis...

Fonte: Capítulo 6 do livro: Segurança Mediúnica (Miramez / João Nunes Maia) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário