domingo, 6 de março de 2011

Manoel Fernandes Figueira

Nasceu no Rio de Janeiro, a 18 de dezembro de 1829 e retornou ao Plano Maior, na mesma capital aos 26 de novembro de 1918, um mês antes de completar 89 anos de idade.

Manoel Fernandes Figueira Espírita e médium atuante no séc. XIX e começo do XX, foi um dos fundadores da Federação Espírita Brasileira. No Natal de 1883, quando juntamente com outros companheiros como Augusto Elias da Silva, Francisco R. Quadros, Xavier Pinheiro, Silveira Pinto, Romualdo Nunes e Pedro da Nóbrega, deliberaram fundar uma sociedade destinada a federar todos os grupos por um programa equilibrado e misto.

Esses amigos costumavam reunir-se em casa de Augusto Elias, à rua da Carioca nº 120, às terças-feiras para confraternização espiritual e resolveram transformar esse grupo íntimo numa entidade jurídica de vastos horizontes. Na reunião seguinte de 1º de janeiro de 1884, aprovaram o plano duma Federação Espírita Brasileira. O médium Manoel Fernandes Figueira leu um interessante "acróstico" de "federação espírita brasileira", escrito na véspera, em cujos dois últimos versos se pôde ver a verdadeira finalidade da agremiação: "Reunindo em um forte, indissolúvel laço, A crente comunhão espírita brasileira."

No dia 02 de janeiro de 1884, aclamariam-se o primeiro diretório da F.E.B., (Quadros, Manoel Fernandes Figueira, Silveira Pinto, Xavier Pinheiro e Augusto Elias). Manoel Fernandes Figueira nasceu à 19 de dezembro de 1837 na praia de Guaratiba, estado do Rio de Janeiro e desencarnou em 26 de novembro de 1918 em sua residência, uma chácara no bairro do Rocha na cidade do Rio de Janeiro. Em 12 de dezembro de 1888 fundou o "Centro de Estudos Espiríticos", que funcionou na sede da F.E.B., desde a data de sua fundação até janeiro de 1916, sob sua presidência. Quando a Federação atravessava em 1895, uma tremenda crise, Manoel Fernandes Figueira, estava entre os que se decidiram pelo convite à "Dr. Bezerra de Menezes" para que assumisse a presidência da F.E.B.

Os outros eram Dias da Cruz, Elias da Silva e Alfredo Pereira. Em 1916 no mês de janeiro, passa o Centro de Estudos Espiríticos a funcionar no bairro do Méier, na União Espírita Suburbana, o Méier, na União Espírita Suburbana.. Em 02 de dezembro de 1929, foi sugerida a mudança da denominação da instituição para "Centro Espírita Fernandes Figueira". Em 06 de fevereiro de 1931 efetua-se o registro do estatuto do "C.E. Fernandes Figueira" no Registro do 3º Ofício de Títulos e Documentos. Quarenta e nove anos depois o "C.E. Fernandes Figueira" passa a denominar-se "União Espírita Fernandes Figueira e Bezerra de Menezes" em virtude de sua fusão com o Grupo Espírita Bezerra de Menezes, fundado em 26 de dezembro de 1962, sendo que funciona no bairro do Méier, RJ., até hoje, um dos mais antigos do Brasil com 114 anos de existência.


Fonte: http://www.bvespirita.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário